15 de Maio: Dia Nacional de Luta em Defesa da Educação

Em resposta aos ataques do governo Bolsonaro à Educação Pública, sobretudo ao recente corte orçamentário de 30% para Universidades e Institutos Federais motivado por “questões ideológicas”, o SINASEFE convoca suas bases e seções sindicais à mobilização e paralisação no próximo dia 15 de maio, quando teremos um Dia Nacional de Luta em Defesa da Educação.

Outras entidades

O 15 de maio está convocado por outras entidades classistas e estudantis, sendo incorporado ao calendário de lutas da Educação pela aprovação no 3º Encontro Nacional de Educação – realizado de 12 a 14 de abril deste ano. Andes-SN e CNTE estão chamando para o 15 de maio um dia de Greve Nacional; a Fenet está convocando atos em defesa do Ensino Público e contra o contingenciamento de verbas à Educação Federal.

Orientação às seções

O SINASEFE indica que as seções sindicais pautem o Dia Nacional de Luta do próximo dia 15 em suas assembleias, realizando no mesmo a mobilização que for possível junto à cada base: paralisação, aulas públicas, panfletagens, rodas de debate, fechamento de vias etc. E indica, também, que as assembleias de base debatam e aprovem à adesão à Greve Geral de 14 de junho.

Preparação para a Greve Geral

O 15 de maio será, ainda, um “esquenta” da Greve Geral da classe trabalhadora de 14/06. As centrais sindicais estão inserindo o dia 15 em seus calendários. Trabalhadores de todos os setores e categorias estarão mobilizados neste dia, na defesa dos direitos da classe trabalhadora, da Educação Pública e contra os ataques do governo Bolsonaro – principalmente contra o corte de 30% do orçamento das IFEs e contra a Reforma da Previdência (PEC 6/2019).