Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Você está aqui: Início Notícias
Congresso Pedagogia 2019: relatório de participação
Publicado por Mário Júnior - Ter, 12 fev. 2019 17:09

De 4 a 8 de fevereiro deste ano, em Havana, capital de Cuba, foi realizado o Congresso Pedagogia 2019, que contou com educadores e educadoras de vários países.

Leia abaixo o relatório de participação da coordenadora geral do SINASEFE, Camila Marques:


Congresso Pedagogia 2019: encontro internacional pela unidade dos educadores e educadoras

Esse foi o 10º Encontro Internacional de Pedagogia realizado em Havana e somente um país como Cuba para organizar e dar um tratamento tão especial a essa atividade.

Trata-se de um evento bi-anual que reune lutadores e lutadoras da educação de todo o mundo e que tem espaço para apresentar, formular e discutir sobre os mais diferentes recortes, projetos e caminhos de educação em uma perspectiva progressista.

Com um mote geral de defesa da educação de qualidade, o evento tem como eixos comuns a luta pela educação pública, laica, estatal e gratuita. É um mote bem amplo, mas esse corte já permite dialogar sobre a educação que queremos e seus desafios, proporcionando uma experiencia enriquecedora.

Mas os princípios norteadores comuns não fazem de forma alguma com que o Congresso seja uma atividade repetitiva ou abstrata. Os temas da educação são tratados com afim em suas minúncias e particularidades. Para que isso ocorra, os eixos norteadores permitem que os participantes se localizem e delimitem a discussão que almejam.

Dentre os 26 eixos tratados no Congresso, destacam-se:

  1. a educação em valores e a cultura de paz;
  2. o desempenho profissional do docente no aperfeiçoamento e transformação dos sistemas educativos;
  3. políticas públicas em ciência, tecnologia e inovação para um desenvolvimento inclusivo e sustentável;
  4. as tecnologias da informação e das comunicações na educação;
  5. educação ambiental e cultura para o desenvolvimento sustentável e a prevenção de desastres;
  6. atenção integral à infância e à adolescência e prevenção, a partir dos sistemas educativos, encaminhada a garantir a proteção de meninas, meninos e adolescentes contra as diversas formas de violência associadas às adições, a tratamentos de pessoas e outros delitos;
  7. organização e administração das instituições educativas;
  8. contribuições das ciências da educação ao desenvolvimento da prática educativa;
  9. a integração escola-família-comunidade por um desenvolvimento sustentável;
  10. alfabetização e educação de jovens e adultos;
  11. pensamento educativo latino-americano;
  12. influência dos sindicatos e grêmios de docentes no desenvolvimento sustentável da educação;
  13. a educação para os povos indígenas e do setor rural;
  14. políticas inovadoras para o desenvolvimento sustentável;
  15. formação técnica e profissional de qualidade e sua contribuição ao desenvolvimento socioeconômico dos países;
  16. promoção e educação para a saúde e a sexualidade nas instituições educativas;
  17. educação e acesso ao emprego e ao trabalho;
  18. a cooperação internacional para uma educação de qualidade.

Houve ainda um eixo voltado para a discussão de empresas e educação, entretanto o eixo deste debate se deu a partir da experiencia de empresas estatais no contexto da economia planificada cubana, enquanto que os demais países apontavam as contradições da interferencia do setor privado na educação.

Como consequência de todos esses debates, e a partir dos eixos específicos para essa finalidade, está sendo elaborada a agenda 2020-2030 da educação, para que seja encampada a luta por uma perspectiva de educação emancipatória mundial para a próxima década.

No mesmo período do evento, ocorre também a Feira Internacional de Livros. Esta, no entanto, não se dá no mesmo espaço do Congresso porque se trata de um grande evento para o povo cubano, que tem a oportunidade de comprar livros de diferentes autores com subsídio do governo - o que permite que se adquira obras inteiras por um valor equivalente a R$ 3 ou 4.

Ainda que a Feira seja voltada para a população local, somos a todo tempo convidados e convidadas a participar do evento. O acolhimento cubano e a solidariedade internacional estão presentes não somente nos discursos de Fidel sobre o que é a revolução e o internacionalismo: eles estão em todo canto como uma prática constante dos cubanos e cubanas.

Assim, entre diferentes oficinas; apresentações de trabalho; reuniões e articulações políticas; reunião de sindicatos, grêmios e associações nacionais e internacionais; e com a participação de diferentes autoridades cubanas (que vão desde os trabalhadores e representantes de sindicatos até ministros e o próprio Presidente da República, Miguel Díaz-Canel, fechando as atividades), o Congresso Pedagogia é uma experiência fantastica e que deveria contar com a nossa participação em peso.

Será muito bom estar novamente em Cuba, com mais companheiros que lutam pela educação no Brasil, em 2021 para ouvir outra vez, ao passar pelos portões do aeroporto: bienvienido a Cuba!

Te extraño, Habana!

Camila Marques (coordenadora geral do SINASEFE)


Conteúdo relacionado

Última atualização em Ter, 12 fev. 2019 18:24