Sindicato Nacional dos Servidores Federais
da Educação Básica, Profissional e Tecnológica


Representante dos docentes e técnico-administrativos da Rede Federal de
Educação Profissional, Científica e Tecnológica
Filiação:



Você está aqui: Início Notícias
Formação política: projeto estimula círculos de leitura nos locais de trabalho
Publicado por Ascom Sinasefe - Qua, 10 abr. 2019 16:31

alt

Sindicato lança nesta quarta-feira (10/04) novo projeto de formação política, pautado na leitura e análise de textos básicos como O Manifesto Comunista e O Estado e a Revolução. Proposta de Círculos de Leitura destaca a relevância da formação dos trabalhadores para uma análise da realidade de maneira mais autônoma.


Projeto de Círculos de Leitura e Formação Política do SINASEFE

A pasta de Formação Política do SINASEFE apresenta a todos os interessados a proposta de Círculos de Leitura e Formação.

Em tempos em que a verdade está questionada pela quantidade de mentiras disseminadas nas redes sociais e na mídia burguesa, pensamos que é fundamental que os trabalhadores criem ferramentas de análise da realidade de maneira autônoma. Dessa maneira os Círculos podem oportunizar esse espaço de socialização do conhecimento e potencializar as interações entre os diferentes sujeitos presentes nas escolas da Rede Federal.

Sugerimos três textos iniciais para que os grupos de trabalhadores e estudantes leiam em conjunto, debatam e façam anotações sobre o processo de interação. São eles:


O Manifesto Comunista, de Karl Marx e Friedrich Engels. A justificativa desse texto é descaracterizar as falsidades ditas sobre os comunistas e socialistas; apresentar a análise do capitalismo de forma direta; e perceber que as interpretações pertinentes ao início do capitalismo ainda são vigentes na atualidade. Baixe aqui o texto em formato PDF.


O Estado e a Revolução, de Vladimir Lenin. Esse livro é uma importante contribuição para entender o papel do Estado na sociedade de classes. Apontando as contradições das interpretações reformistas, Lenin apresenta as tarefas dos trabalhadores na construção de uma sociedade emancipada da exploração do capital e das opressões jurídicas da democracia burguesa. Baixe aqui o texto em formato PDF.


Capital, Trabalho e Educação, de Paulo Sergio Tumolo. O livro de Tumolo, pesquisador e militante educacional, é de fundamental importância para todos os trabalhadores em educação porque analisa o papel da educação na sociedade capitalista e os limites das estratégias transformadoras por dentro da escola. A polêmica sobre qual o princípio educativo necessário para a revolução social é um dos pontos altos desse texto. Baixe aqui o texto em formato PDF.


Metodologia

A proposta metodológica sugerida para os Círculos de Leitura e Formação se baseia da prática da autonomia como mecanismo organizativo. Como somos um sindicato nacional, com seções sindicais espalhadas, pensamos que os interessados em realizar os estudos podem se reunir e iniciar as leituras e produção de sínteses a partir de seus locais de trabalho. Os interessados em iniciar o círculo devem enviar o nome e o telefone para fazer parte da rede nacional dos círculos de leitura e formação, o qual será encaminhado pela pasta de formação política. Atualmente o responsável é Ricardo Velho (47) 98832-3019.

Assim, criaremos um grupo de e-mails e telefones (WhatsApp) para trocar as impressões sobre o processo de formação política no sindicato, a exemplo do que ocorre com o grupo nacional de comunicação sindical. O acompanhamento do processo será feito pela pasta, recebendo o retorno das sínteses e constituição dos grupos. O cronograma sugerido é de realizar as leituras, coletivas ou individuais, a cada 15 dias, enviar as observações e dialogar pelo grupo de WhatsApp e e-mail.


Expressão criativa

Por fim, a ação de transformação da realidade será obra dos próprios trabalhadores, para isso, é urgente que nossas práticas sejam coerentes com os desejos de mudança. Dessa forma, o círculo de leitura e formação pode construir uma simbologia que expresse nosso vir a ser e nossa história de luta. Devemos criar e manifestar toda a subjetividade que o momento nos exige, assim, poemas, músicas, pinturas, peças etc devem ser inerentes ao processo de estudo.

A capacidade de resiliência nos faz invencíveis, como demonstra a letra da música de Geraldo Vandré:

Aroeira

Vim de longe, vou mais longe

Quem tem fé vai me esperar

Escrevendo numa conta

Pra junto a gente cobrar

No dia que já vem vindo

Que esse mundo vai virar

Noite e dia vêm de longe

Branco e preto a trabalhar

E o dono senhor de tudo

Sentado, mandando dar

E a gente fazendo conta

Pro dia que vai chegar

E a gente fazendo conta

Pro dia que vai chegar

Marinheiro, marinheiro

Quero ver você no mar

Eu também sou marinheiro

Eu também sei governar

Madeira de dar em doido

Vai descer até quebrar

É a volta do cipó de aroeira

No lombo de quem mandou dar

É a volta do cipó de aroeira

No lombo de quem mandou dar...


Materiais e contato

Confira aqui os materiais para divulgação dos Círculos de Leitura e Formação:

Contato para mais informações: Ricardo Velho (47) 98832-3019

Conteúdo Relacionado

Última atualização em Qui, 11 abr. 2019 17:43