Combate às opressõesNotícias

25 de novembro: Dia Internacional de Combate à Violência Contra a Mulher

Hoje, 25 de novembro de 2022, celebramos a 41ª edição do Dia Internacional de Combate à Violência Contra a Mulher.

Esta data foi inaugurada em 1981, quando o 1º Encontro Feminista Latino-Americano e do Caribe – então realizado na Colômbia – propôs o 25/11 em memória das “Las Mariposas”, as irmãs Maria, Minerva e Pátria Mirabal, opositoras à ditadura de Trujillo, na República Dominicana, que haviam sido brutalmente assassinadas pelo regime em 1960.

No Brasil, apesar da vitória eleitoral que conquistamos em 30/10 com a eleição de Lula, a atual conjuntura ainda possui retrocessos a serem revertidos. Ataques aos direitos da classe trabalhadora (em especial aos direitos das mulheres) e ações machistas e misóginas possuem amplo espaço na sociedade brasileiro. Por isso, a lembrança desta data em se combater a violência contra as mulheres se faz necessária.

Segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública de 2021, 1.341 mulheres foram vítimas de feminicídio em nosso país, o que equivale a uma mulher morta, por feminicídio, a cada sete horas. No mesmo período, foram registrados 56.098 estupros de mulheres – uma menina ou mulher foi violentada a cada 10 minutos. É uma realidade absolutamente assustadora.

O SINASEFE vem se propondo a combater a violência contra as mulheres e o machismo, com denúncias, moções e ações que visem o empoderamento das trabalhadoras da Rede Federal de Educação em nossos espaços de atuação sindical. Reconhecemos que muito mais ainda há de ser feito, não só pelas mulheres trabalhadoras da nossa categoria, mas por todas as mulheres vítimas de opressão.

É por isso que o SINASEFE valoriza a data de hoje e se mantém na luta por um novo modelo de sociedade, onde as mulheres possam ser tratadas em condições iguais às dos homens, com autonomia econômica e sobre seus corpos. Vivas ao Dia Internacional de Combate à Violência Contra a Mulher!

Homenagens anteriores