48h de luta: Entidades da Educação se reúnem em Brasília

Compartilhar

Entidades da Educação se reuniram na tarde desta terça-feira (17/09), na sede da Fasubra, para debater o calendário de lutas unitárias do setor. A greve nacional de 48h, convocada para o próximo mês de outubro, nos dias 02 e 03, foi um dos pontos de destaque no encontro.

Participantes

Além do SINASEFE, Andes-SN, ANPG, Fasubra, Fenet, Ubes e UNE estiveram representados na reunião. Participaram pelo sindicato nacional: Camila Marques (coordenadora geral), Celso Ferst ( plantonista Seção Sindical MT), Jefte Pinheiro Junior (Colégio Brigadeiro Newton Braga – CBNB) e Gustavo Henrique Cornélio (CBNB).

Denúncia

Jefte Pinheiro e Gustavo Henrique, membros professores do Colégio Brigadeiro Newton Braga participaram da reunião levando o informe da ameaça de estadualização da instituição federal, hoje ligada ao Ministério da Defesa, com a respectiva transformação em escola cívico-militar do estado do RJ. O governo Bolsonaro já anunciou seu projeto de escola cívico-militares desde julho, numa forte ofensiva à educação básica.

Encaminhamentos

Dentre os encaminhamentos aprovados estão a elaboração de textos unitários pautando: a militarização, os cortes orçamentários, o programa Future-se e a Greve Nacional da Educação de 2 e 3/10. Uma nota conjunta das entidades em apoio à greve dos ecetistas também foi aprovada. Os documentos serão divulgados em breve. Próxima reunião ficou agendada para 25/09, às 14h, na sede do SINASEFE.

Conteúdo relacionado