SeçõesNotícias

Basta de perseguição aos lutadores! Servidor absolvido em PAD injusto é punido com remoção absurda

Gustavo Henrique Cornélio, coordenador da seção CBNB e professor há 37 anos, enfrenta perseguição no Colégio Brigadeiro Newton Braga

Em pleno mês que se comemora o dia dos professores, o docente Gustavo Henrique foi surpreendido com uma notícia absurda: afastamento imediato das atividades letivas e remoção de seu local de trabalho (Colégio Brigadeiro Newton Braga). Gustavo, mesmo absolvido em um PAD, enfrenta nítida perseguição da gestão da escola, conforme denuncia a carta de repúdio divulgada pela seção sindical CBNB.

Apesar de ter ligação com o Ministério da Defesa, o colégio onde Gustavo leciona há décadas não é militar. Entretanto, como os gestores são militares, os trabalhadores civis do local enfrentam um cotidiano de repetidos assédios e perseguições.

“O tratamento dos gestores agora é de colocar de lado todo o diálogo e ser contra gestões democráticas e pedagógicas que se construiam coletivamente outrora” explica Gustavo. “Respondi a um PAD e fui absolvido. Absolvido! Ainda assim me removeram, como uma punição. Isso é ilegal!” denuncia o professor.

O SINASEFE registra seu apoio e solidariedade ao trabalhador. Providências jurídicas, políticas e administrativas já estão em curso diante da perseguição absurda ao professor Gustavo.

A seção sindical CBNB divulgou uma carta de repúdio denunciando o ocorrido:

Ofício da gestão informando a remoção:

Matéria atualizada em 28/10, às 11h43.

Conteúdo relacionado