EventosLivesNotícias

Educação, prática política e perspectivas na região da Baixada Fluminense: 29/04, 19h

Entre os dias 27 e 30 de abril, pesquisadores se encontram virtualmente para realizar o 4ª Seminário de Estudos Contemporâneos Sobre a Baixada Fluminense. Na quinta-feira, dia 29/04, às 19h, acontece a mesa com o tema: Educação, prática política e perspectivas na região. O evento tem a organização do Centro de Documentação e Imagem (Cedim) do Instituto Multidisciplinar da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFFRJ) e de mais quatro entidades ligadas à universidade. Inscreva-se via website do seminário.

Debate do dia 29/04 contará com a presença de Gilcilene Barão (UERJ-FEBF), Juliana Drumond (Sepe-DC e SJM), Lidiane Lobo (PMNI) e Percival da Silva (FE/UFF). Acompanhe a mesa via Canal de YouTube do Cedim.

Leia mais sobre a proposta do evento
A Baixada Fluminense, área integrante da Região Metropolitana do Rio de janeiro, conhecida popularmente pela representação de pobreza, altos índices de violência e baixos indicadores sociais, vem passando por profundas transformações. Estas incluem desde questões da esfera política, marcadas pelas emancipações nos anos de 1990 e na dinamização da dinâmica eleitoral, até o aparecimento de novos investimentos na região, seja no ramo imobiliário, seja no industrial.

Ao lado disso, não se pode ignorar as dinâmicas culturais que se expandem através da criação de grupos de dança, música, teatro, entre outros, até a consolidação de instituições de pesquisa sobre a história da região, cujo as ações reverberam o pulsar sociopolítico da Baixada. Para além destas questões, verifica-se também a consolidação e expansão de centros de educação superior na Baixada e, concomitante a isto, a emersão de pesquisadores que incorporam temáticas e questões diversas dessa área em suas agendas. Contudo, percebemos a necessidade de articulação destas iniciativas com a finalidade de reunir as contribuições das pesquisas sobre essa Baixada contemporânea e também de construção de pautas propositivas para questões e demandas regionais – respeitando as singularidades municipais.

A multiplicidade dos fenômenos sociais, políticos e econômicos que se desencadeiam na Baixada Fluminense, revelam por si só a amplitude das questões abordadas pelos diferentes campos de conhecimento – como Geografia, História, Sociologia, Antropologia, Letras, Arquitetura e Urbanismo, Planejamento Urbano e Regional, entre outras. Partindo de seus preceitos e métodos próprios, elas podem contribuir para a compreensão e o alargamento do conhecimento que pode servir entre outras coisas: [a] à popularização da história e dos fenômenos sociais locais da região; [b] à aproximação das pesquisas de forma complementar e sistemática; [c] à disseminação de práticas pedagógicas, capazes de colaborar com a educação básica na região; [d] à sistematização de informações importantes, que possam ser sustento para a elaboração de políticas públicas, de forma horizontalizada.

Neste sentido, o 4ª Seminário de Estudos Contemporâneos sobre a Baixada Fluminense  além de buscar consolidar a iniciativa de articular e discutir questões,  reúne proposições, que balizam as ações coletivas dos estudos contemporâneos na Baixada. Buscar-se-á refletir sobre a atual conjunta econômica e política a que essa região está submetida.  O ano de 2020 foi marcado por um período pandêmico que é acompanhada por uma profunda crise econômica e crise política a institucional que perpassa diferentes escalas (da Baixada ao Brasil). Nesse sentido, as mesas temáticas que farão parte do evento buscam problematizar questões inerentes a Baixada, sem deixar de refletir sobre elementos que abarcam a multiplicidade brasileira.

?Outrossim, o referido evento busca a articulações entre as diferentes instituições sediadas na Baixada Fluminense, entre diferentes grupos de pesquisa e entre diferentes movimentos sociais. Por isso, convidamos pesquisadores, gestores públicos, estudantes, professores para participar, compartilhar e solidificar suas pesquisas e temas de interesses sobre os estudos regionais e territoriais que abarquem a realidade territorial Baixada Fluminense. Com o intuito de fortalecer essa articulação, e para além das mesas de debate, o evento contará também com a apresentação de trabalhos. Estes serão divididos e estruturados em cinco eixos, seguindo uma filiação temática: Questão Urbana, Questão Econômica, Questão Ambiental, História e Cultura Regional, Educação e Produção Social do Conhecimento; e Território e Saúde. Receberemos submissão de pesquisas concluídas ou em andamento sob o formato de resumo expandido.

*Informações divulgadas originalmente na página do evento.