Notícias

Maioria dos Institutos Federais diz não à divisão

No dia 30 de agosto, a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação (Setec-MEC) anunciou para reitores e reitoras a intenção de reordenamento dos Institutos Federais (IFs) e criação de novas 10 reitorias. Aos IFs foi dado um prazo de apenas 20 dias para a discussão da proposta de reordenamento, que na prática significaria divisão e desmembramento dos Institutos Federais.

O prazo, considerado insuficiente para a discussão de um tema tão complexo, se extinguiu no dia 20 de de setembro. Como a execução da proposta não resultaria em novas matrículas e muito menos na inauguração de novos campi para a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, a maioria dos IFs decidiu formalmente por não aderir e recusar a proposta de divisão. O único Instituto a votar favoravelmente foi IFSP.

Alguns Institutos Federais realizaram debates, deliberaram no Conselho Superior e promoveram enquetes junto à comunidade. No IFSP o tema do reordenamento/divisão foi tratado, entretanto, já como fato consumado, cabendo aos servidores, servidoras e estudantes discutir detalhes, como o local das sedes das novas reitorias e o remanejamento dos campi em regiões fronteiriças.

Diante da desinformação e apreensão jurídica, o Sinasefe IFSP realizou de 17 a 22 de setembro de 2021, uma enquete para a comunidade interna do IFSP (estudantes, TAEs e docentes) opinarem sobre o reordenamento/divisão do IFSP.

A enquete apurou 760 votos válidos, dos quais 78,4% se colocaram contra o reordenamento do IFSP, sendo que 47,6% eram contra a proposta nesse momento, cabendo haver mais discussão, 30,8% se manifestaram totalmente contra. Os que somaram os votos favoráveis, 20,8%, dividiram-se entre os que são a favor desde que haja participação da comunidade, 10%, e os que são totalmente a favor, 10,8%. Apenas 0,8% representaram abstenção. O resultado desta enquete demonstrou que foi a falta de diálogo e de transparência com a comunidade que resultaram no voto favorável da Reitoria do IFSP à proposta de divisão.

Com as informações consolidadas da enquete, Sinasefe IFSP, em conjunto com o SINASEFE NACIONAL, representado pelo Coordenador Geral David Lobão, protocolou ontem (30/10) documento no Ministério da Educação (MEC) se posicionando contra a divisão dos IFs, contendo o resultado da pesquisa feita em todos os 37 campi do IFSP, na qual a comunidade acadêmica demonstrou ser contra o reordenamento no Instituto.