Marcha das Margaridas

Compartilhar

Foi realizada nesta quarta-feira (14/08), em Brasília-DF, a 20ª edição da Marcha das Margaridas. O evento, organizado por entidades campesinas, trouxe à capital federal mais de 100 mil mulheres – que estiveram mobilizadas ontem (13/08) e hoje (14/08) em defesa das pautas das trabalhadoras rurais.

A Marcha deste ano teve como lema “Margaridas na Luta por um Brasil com Soberania Popular, Democracia, Justiça, Igualdade e Livre de Violência”, enfatizando enfrentamentos às políticas do governo Bolsonaro e se colocando:

  1. contra a Reforma da Previdência;
  2. pelo fim da violência sexista;
  3. em defesa da soberania alimentar;
  4. pela democracia e pela garantia de direitos;
  5. em defesa da terra, da água e da agroecologia.

Participação do sindicato

O SINASEFE NACIONAL esteve presente na Marcha, na qual participaram as diretoras Jeanne Bittencourt (Pasta Jurídica) e Lucrécia Iacovino (Pasta de Comunicação) e o plantonista de base Antonildo Pereira (seção IF Baiano-BA).

Saudação de Lula

O ex-Presidente Luís Inácio Lula da Silva fez uma Carta de Saudação à Marcha das Margaridas de 2019, divulgada na manhã de hoje.

No documento, Lula destaca que quer “cumprimentar a coragem verdadeira dessa Marcha que leva as mulheres do campo para verem e serem vistas pelos poderosos de Brasília-DF. Olhem bem para eles. E que eles enxerguem o povo da nossa terra a quem devem respeito, para quem deviam trabalhar e proteger a nossa soberania”.

Clique aqui para ler a Carta na íntegra.

Sobre a Marcha

A Marcha das Margaridas é organizada desde 2000 pela Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) e acontece anualmente em Brasília-DF próximo ao dia 12 de agosto.

A data escolhida lembra a morte da trabalhadora rural e líder sindicalista Margarida Maria Alves, assassinada em 1983 quando lutava pelos direitos dos trabalhadores rurais na Paraíba. O SINASEFE homenageou Margarida na 157ª PLENA, quando lançou um banner com perfis de 10 mulheres revolucionárias e ela foi uma das citadas.

A primeira edição da Marcha reuniu cerca de 20 mil agricultoras, quilombolas, indígenas, pescadoras e extrativistas de todo o Brasil. Desde a sexta edição, em 2005, a Marcha traz mais de 100 mil pessoas a Brasília-DF. O movimento é marcado pelas camisas lilases e pelos chapéus de palha decorados com margaridas usados pelas manifestantes.

Imagens

Confira abaixo mais imagens da Marcha das Margaridas de 2019, disponíveis em nossa galeria de fotos aqui do site:

Leia também