Notícias

Não à intervenção no IFTO

O SINASEFE reafirmou seu compromisso com a democracia das Instituições Federais de Ensino (IFEs) e aprovou, na 162ª PLENA, reforçar a luta contra a intervenção da reitoria do IFTO na direção do campus Colinas do Tocantins-TO, no qual o reitor se utilizou do novo regramento que veio com a MPV 914/2019 para destituir um diretor eleito e nomear em seu lugar um indicado particular que não foi escolhido pela comunidade acadêmica.

O SINASEFE considera essa nomeação como uma intervenção da reitoria no campus Colinas e pede que o Conif se posicione sobre a mesma, visto que o Conselho de Reitores assinou, em janeiro deste ano, uma Nota Pública contra a MPV 914/2019.

A liberdade e a democracia interna das IFEs são princípios inegociáveis para o SINASEFE. Como dizia Paulo Freire: “na Educação, a liberdade e a autonomia garantem o trabalho de excelência e sua qualidade”.

Assista no vídeo abaixo o protesto dos participantes da 162ª PLENA contra a intervenção da reitoria na direção do campus Colinas:

E veja também, neste outro vídeo, a fala do coordenador geral do SINASEFE, David Lobão, em repúdio à intervenção no campus Colinas – no qual Lobão afirma a disposição do sindicato em ir até o campus para mobilizar a base e reagir contra esse ataque.

Intervenção, não! Democracia, sim!

Conteúdo relacionado