NotíciasPolítica

Suspeição de Moro é vitória da Justiça, da Verdade e da Democracia

O povo brasileiro e a Democracia obtiveram grande triunfo com a decisão da segunda turma do Supremo Tribunal Federal (STF), por três votos a dois, acatando o habeas corpus impetrado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O ex-juiz Sergio Moro foi considerado parcial e todo o processo referente ao caso do triplex foi anulado.

Essa deliberação desnuda as manipulações e falsificações forjadas pela Operação Lava Jato, decifrando sua natureza antinacional e violadora das regras constitucionais. Resta definitivamente referendada pela Suprema Corte a constatação de que se tratava de um conluio entre juiz, promotores e mídia, destinado principalmente a impedir que o antigo mandatário participasse das eleições presidenciais de 2018, através de sua condenação e interdição a qualquer custo.

Sob a alegação de combate à corrupção, ludibriando a opinião pública, o que se desejava era levar à prisão o principal líder do povo brasileiro, como símbolo de um projeto nacional de desenvolvimento e justiça social, abrindo espaço para que o neofascismo pudesse ascender ao governo e beneficiar o próprio magistrado que conduziu os processos contra o ex-presidente.

Ao anular essa primeira sentença, por suspeição e parcialidade do ex-ministro de Jair Bolsonaro, o STF dá um passo decisivo para recuperar a credibilidade das autoridades do Judiciário e recolocar o país no trilho da normalidade democrática.

A batalha para dar fim à perseguição ao ex-presidente Lula continua enquanto houver outros processos e tentativas de perseguição.

Os brasileiros e as brasileiras, em meio a maior tragédia sanitária e econômica de nossa história, têm motivos para ficar esperançosos. Abre-se o caminho para o resgate da Nação, hoje subjugada às forças das trevas que ameaçam a vida e os direitos da cidadania.

O STF finalmente decidiu: Moro suspeito, Lula inocente.

Brasil, 23 de março de 2021
Comitê Lula Livre

Leia também

Conteúdo relacionado