SeçõesNotícias

Trabalhadoras e trabalhadores do IFCE estão em greve sanitária

Categoria suspendeu atividades presenciais com 98% de votos favoráveis

Desde segunda-feira (24/01) os trabalhadoras e trabalhadores do IFCE deflagraram uma greve sanitária, com a realização apenas de atividades remotas. Confira nota do Sindsifce sobre a mobilização divulgada nesta quinta-feira (27/01):

Estamos em greve sanitária!


Dois anos de pandemia, diversas variantes, milhares de mortes e um novo surto

O que fez a gestão do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará – IFCE?

Suspendeu o Plano de Retorno gradual, obrigando servidores a trabalharem sem condições de segurança sanitária.

NÃO HÁ:

– Equipamentos de proteção individual para os servidores em todos 35 campi (máscara N95), nem previsibilidade de máscaras N95 para estudantes;
– Regulamentação do passaporte vacinal;
– Fluxo de testagem e rastreamento de casos entre a comunidade acadêmica;
– Plano administrativo e pedagógico, sistematizado e efetivo, que garanta a continuidade das aulas em caso de infecção de servidores e estudantes;
– Análise técnica atualizada da pandemia, do surto de Ômicron e demais síndromes gripais que direcionem as medidas institucionais emergenciais;
– Diálogo com a comunidade acadêmica.

Na Assembleia Geral Extraordinária, 98% dos servidoras e servidores presentes deliberaram pela suspensão das atividades presenciais e retomada do trabalho remoto para garantir a saúde de todos!

Sabemos da nossa responsabilidade! O IFCE é fundamental para o desenvolvimento social, intelectual e emocional de grande parte da população.

Quem conhece a sala de aula e o atendimento aos estudantes somos nós, docentes e TAEs. Queremos a volta presencial, sim, mas COM SEGURANÇA. Precisamos de condições para isso!

Sindicato dos Servidores do IFCESindsifce

Saiba mais nas publicações do Sindisifce

Sindsifce realiza assembleia nesta sexta-feira (28/01)

Cartilha – Orientações Gerais às servidoras e aos servidores do IFCE