Reforma AdministrativaNotícias

Trabalhadores denunciam articulação corrupta para aprovar a PEC 32/2020 na Câmara

Arthur Lira é aliado de Bolsonaro e Guedes na destruição dos serviços públicos!

“Arthur Lira” desembarcou no Aeroporto Internacional de Brasília-DF para entregar o dinheiro destinado à compra de deputados para votarem a favor da Reforma Administrativa (PEC 32/2020). A ação performática com um grande totem representando o deputado aconteceu na manhã desta terça-feira (26/10), no Aeroporto de Brasília.

O protesto aconteceu no dia em que desembarcam na capital todos parlamentares que retornam para participar presencialmente das sessões, o que não acontecia desde o início da pandemia.

Organizada como parte da 6ª Jornada de Lutas contra a Reforma Administrativa, a ação simulou a articulação para que a proposta seja aprovada, encenando a distribuição de R$ 20 milhões em emendas para cada deputado que votar a favor do desmonte dos serviços públicos.

A denúncia da possível destinação destas verbas consta em recente artigo de Vladminir Nepomuceno. “Os valores estariam em R$ 20 milhões por deputado, o que, já estimado, daria a “bagatela” de R$ 6,16 bilhões do dinheiro público para tentar garantir os votos necessários a aprovação da reforma. A verba seria liberada através de recursos de emendas do relator do Projeto de Lei Orçamentária para 2022 (PLOA/2022), o deputado Hugo Leal (PSD/RJ). Os possíveis agraciados seriam deputados do Centrão e da base do presidente da república”, destaca o assessor e ex-diretor do Dieese e do Diap.

Confira algumas imagens da manifestação:


Conteúdo relacionado