NotíciasPolítica

Vacina para todos e todas já! Retorno presencial somente quando toda comunidade escolar estiver vacinada!

O SINASEFE reafirma sua defesa ostensiva da vida, desde o início da pandemia de COVID-19, e denuncia toda e qualquer movimentação de retorno presencial, inclusive as que colocam apenas professores nos grupos prioritários (excluindo os demais integrantes da comunidade escolar). Trabalhadoras e trabalhadores organizados já indicaram ao governo a condição adequada para retorno das aulas presencias: imunização de todas e todos via Sistema Único de Saúde (SUS). Entretanto, Bolsonaro e seu ministro da Educação determinaram o retorno presencial na Rede Federal para 1º de março, uma aposta irresponsável que ignora o aumento de mortes e de contaminação no país.

Imunização de toda comunidade escolar
Além de expor a decisão absurda do governo federal, é importante denunciar as medidas de retorno local de aulas que já se espalham pelo país, ameaçando a vida de trabalhadores e estudantes. Em São Paulo, com a vacinação ainda em etapas iniciais, a prefeitura determinou a volta às aulas para 1º de fevereiro. “A gente não pode voltar às aulas sem a imunização universal, muito menos com uma parte pouco significativa das pessoas vacinadas, ou só com docentes. Não são apenas professores que estão dentro das escolas. Nossa comunidade inclui também terceirizadas e terceirizados, técnico-administrativos e estudantes” destaca a secretária de comunicação do SINASEFE, Lucrécia Iacovino.

*Matéria editada em 22/01/21, às 10h30.

Conteúdo relacionado

instagram default popup image round
Follow Me
502k 100k 3 month ago
Share