Notícias

Carta do evento é aclamada no 33º CONSINASEFE

O 33º CONSINASEFE aprovou no último sábado (16/11), por aclamação, a Carta Final do 2º Encontro Nacional de Mulheres do SINASEFE. O documento é fruto de debates realizados ao longo da última quarta (13/11), em Brasília-DF, com a participação de mais de 240 mulheres. Leia abaixo na íntegra:

Carta do 2° Encontro de Mulheres do SINASEFE – Vivas, Livres e Resistentes

O 2° Encontro Nacional de Mulheres do SINASEFE, cujo tema foi “Vivas, Livres e Resistentes”, foi realizado em Brasília-DF, no dia 13 de novembro de 2019, com a participação de cerca de 240 mulheres, representando de forma diversificada as seções sindicais de norte a sul.

Entretanto, precisamos avançar, pois nem todos os estados tiveram representação. Vimos, por meio desta, reafirmar a realidade relatada no Manifesto do 1º Encontro de Mulheres em 2018. O governo atual, de caráter conservador, fascista de extrema direita, demonstra repetidas posições desfavoráveis às mulheres, acirrando perdas de direitos e ataques às nossas principais conquistas, tanto no movimento social, sindical, como político. Ressaltamos o crescimento dos desafios vivenciados pelas mulheres na atual conjuntura, assim como apontamos a necessidade de manutenção das conquistas e da ampliação dos espaços de debate e de existência das mulheres.

Acentuamos a importância de lutarmos contra os retrocessos experimentados nos últimos meses, enfrentando toda e qualquer pessoa que se coloque contra a equidade de gênero, sexualidade, raça e classe. Apontamos a necessidade da ampliação da divulgação nas seções sindicais, incentivando e garantindo a participação das companheiras nos Encontros de Mulheres e em todas as demais instâncias do SINASEFE, possibilitando, como consequência, o aumento na inclusão e a redução na invisibilidade das mulheres no movimento social.

É lamentável que, em nossos locais de trabalho, ainda vivenciemos estruturas machistas que dificultam o nosso acesso aos espaços de gestão das IFEs ou no próprio sindicato. Presenciamos diariamente nas nossas instituições questões de assédio moral e sexual, como também a desvalorização das mulheres, intensificadas pela polarização de extrema direita em nossos espaços de trabalho.

Diante desse cenário, estabelecemos, como parte fundamental do encontro, discussões nos grupos de trabalho, cujos eixos temáticos foram CONJUNTURA NACIONAL E ATUAÇÃO POLÍTICA E SINDICAL DA MULHER; MULHER, RAÇA E CLASSE: MULHERES NEGRAS E INDÍGENAS; MULHERES LBT: GÊNERO, SEXUALIDADE, VISIBILIDADE E REPRESENTATIVIDADE; e VIOLÊNCIAS, DO ASSÉDIO AO FEMINICÍDIO. Após amplo debate, realizado nos grupos e socializado na plenária, destacamos os seguintes encaminhamentos que apareceram em todos os GTs:

  1. Definir que o encontro de mulheres aconteça em data distinta do CONSINASEFE e seja ampliado para três dias, de modo que se estabeleça como espaço de formação;
  2. Promover nas bases reuniões e atividades culturais, para aproximar as mulheres,
    enfatizando que somos parte do SINASEFE e, por conseguinte, estamos presentes nas lutas;
  3. Priorizar o mínimo de 50% de participação de mulheres em todas as instâncias do
    SINASEFE, bem como a representatividade geracional e étnico-racial;
  4. Estabelecer como princípio a luta irrestrita contra opressões e discriminações.
  5. Garantir que os eixos dos GTs do Encontro de mulheres do Sinasefe contenham na nomenclatura os conceitos de raça, gênero e classe, de modo que os temas estejam transversalizados em todos os GTs, SEM O PREJUÍZO do eixo específico.
  6. Reforçar a importância da luta contra o crescimento proto-fascista: “FORA BOLSONARO! FORA MOURÃO!”

Informamos que a íntegra dos encaminhamentos está disponível em anexo a esta carta.
Salientamos que todas as trabalhadoras, sejam elas servidoras da rede federal de educação, terceirizadas ou funcionárias dos sindicatos, permanecem resistindo e lutando! Convocamos companheiras e companheiros a se unirem à luta e fortalecê-la, recomendando a discussão dos encaminhamentos nas suas bases. Esperamos que cada pessoa que receba esta carta tome para si as disputas em defesa do feminismo para todas, para 100% das mulheres, contra o capitalismo, racismo, LGBTQI+fobia, capacitismo e quaisquer outras discriminações. MULHERES: VIVAS, LIVRES E RESISTENTES!

Conteúdo relacionado

Matéria editada em 13/12/2019, às15h56

instagram default popup image round
Follow Me
502k 100k 3 month ago
Share