Previdência será moeda de troca para esquema fraudulento da securitização?

Compartilhar

A Auditoria Cidadã da Dívida denunciou em transmissão ao vivo (assista acima) realizada na manhã de hoje (02/07) a tentativa de aprovação da securitização de créditos públicos (PLP 459/2017) junto à Reforma da Previdência (PEC 6/2019).

Segundo Maria Lucia Fattorelli, coordenadora nacional da Auditoria Cidadã, “está sendo acordado o maior esquema fraudulento do mundo, que desvia diretamente os tributos que pagamos para bancos privilegiados. O suado dinheiro que gastamos com impostos nem chegarão aos cofres públicos. Para esconder essa fraude criaram a complexa engenharia financeira da chamada securitização de créditos públicos. E ainda querem que isso seja a moeda de troca para a destruição da Seguridade Social.”

Além da transmissão ao vivo, representantes da Auditoria Cidadã da Dívida estiveram mobilizados na Câmara Federal para entregar uma Carta Aberta aos parlamentares, alertando-os sobre os riscos do PLP 459/2017, que se mostra altamente lesivo aos cofres públicos e foi redigido com conteúdo inconstitucional. Confira aqui o documento que foi entregue aos deputados.

O SINASEFE também está na luta contra o PLP 459/2017 e debateu esta matéria em fevereiro deste ano, durante a 157ª PLENA.