Comunidade do IFCE repudia censura à Semana de Direitos Humanos

Compartilhar

Reitoria do IFCE e Governo Federal censuram e cancelam a I Semana de Direitos Humanos, que começaria nesta terça, 20/8. Participantes farão ato de repúdio às 18h, na Praça da Gentilândia (em Fortaleza-CE).

A Reitoria do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE), de forma injustificável e historicamente vergonhosa para nossa instituição, acaba de anunciar a CENSURA e o cancelamento de toda a programação da I Semana de Direitos Humanos Dandara dos Santos, do IFCE, marcada para começar às 18h desta terça-feira, 20/8, e que seguiria até sexta, 23/8, com palestras e debates de diversos pesquisadores e personalidades de referência quanto ao tema. A inspetora policial Vitória Holanda, que elucidou o crime cometido contra Dandara dos Santos, assassinada por ser travesti, também participaria da abertura do evento, no auditório principal do IFCE, Campus Fortaleza.

A CENSURA ao evento, uma mácula lastimável na história do IFCE, foi informada oficialmente em comunicado publicado no final da manhã desta terça-feira. Ironicamente, o evento foi construído pelo próprio IFCE, em parceria com diversas entidades. Sintomaticamente, a censura e a determinação de cancelamento de toda a programação acontecem somente na manhã deste que seria o primeiro dia da Semana. Vergonhosamente, a explicação estaria no fato de a Reitoria do IFCE ter recebido, desde esta segunda, ordens de Brasília, determinando o cancelamento, segundo informações apuradas pelos parceiros e apoiadores do evento.

A nota publicada pela Reitoria do IFCE é também sintomática nesse sentido, ao negar que haja censura. Ora, a própria Reitoria usou a palavra “censura”, em seu comunicado. Até esta segunda-feira o IFCE confirmava normalmente a realização do evento, incluindo todos os preparativos para organização dos debates nos campi de Fortaleza, de Canindé e de Sobral, três dos maiores entre os 30 campi da instituição. Por que só na manhã desta terça-feira o Instituto, de forma extemporânea e injustificável, determinou o cancelamento?

 O reitor Virgílio Araripe, do IFCE, chamou diversos pró-reitores e diretores de campi à Reitoria do IFCE, para reunião de emergência, às 8h da manhã desta terça-feira. Momentos depois, em reunião com a Comissão Organizadora da Semana, o diretor do Campus Fortaleza, Eduardo Bastos, comunicou que o evento estava CANCELADO, por ordem do reitor, em toda a extensão de sua programação, em Fortaleza, Sobral e Canindé. A Comunicação do IFCE, através do perfil de Instagram “IFCE Oficial”, havia solicitado as artes de divulgação da Semana. O IFCE republicou uma dessas artes com uma grande tarja vermelha estampando em maiúsculas a palavra “CANCELADO”.

Não, senhores reitores, pró-reitores, diretores de campi do IFCE. Não, senhoras servidoras da Comunicação e da Procuradoria do IFCE. A I Semana de Direitos Humanos Dandara dos Santos não foi cancelada. Foi CENSURADA. Isto sim! CENSURADA, com todas as letras e com a lamentável cumplicidade de todos esses integrantes do corpo diretivo do IFCE. CENSURADA em um ato covarde, digno de todo repúdio pela sociedade cearense e brasileira. Uma página que jamais será apagada da história da gestão do reitor Virgílio Araripe, do Instituto e da educação no Brasil.

Diante desses fatos, os organizadores, parceiros e apoiadores da I Semana de Direitos Humanos Dandara dos Santos resolveram chamar um grande ato público para esta mesma terça-feira, 20/8, às 18h, na PRAÇA DA GENTILÂNDIA, ao lado do Campus Fortaleza do IFCE, REALIZANDO NORMALMENTE A PROGRAMAÇÃO PREVISTA, com a abertura da agora “I Semana de Direitos Humanos Dandara dos Santos”, SEM O NOME DO IFCE, que a censurou. Também na Praça da Gentilândia acontecerá a primeira mesa de debates, com os convidados anunciados na programação original.

A I Semana de Direitos Humanos SEGUIRÁ ATÉ SEXTA, 23/8, COM A MAIORIA DE SUAS ATIVIDADES, em Fortaleza, Sobral e Canindé, em uma programação de resistência, em locais a serem confirmados em breve. Um movimento de denúncia dessa atitude de censura pelo IFCE e pelo Governo Federal. Um alerta a toda a sociedade para o fato de que já mergulhamos em um falência total das instituições democráticas, da autonomia universitária, da liberdade de pensamento, debate e produção de conhecimento, do direito de expressão individual e coletiva. Tempos sombrios, tempos carregados. Tempos em que nossa RESISTÊNCIA será cada vez maior. Vamos juntos. Vamos de mãos dadas. Não vão nos calar.

(Nota Oficial da Comissão Organizadora da I Semana de Direitos Humanos Dandara dos Santos)

Fortaleza, 20/8/19, Dia da Censura no IFCE.

Comissão Organizadora da I Semana de Direitos Humanos Dandara dos Santos

Sindicato dos Servidores do IFCE – SINDSIFCE

Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnologica – SINASEFE 

Seção Sindical Iguatu do SINASEFE

DCE José Montenegro de Lima, do IFCE

Movimento dos Trabalhadores Sem Teto – MTST

Frente Povo Sem Medo

DCE José Montenegro de Lima-IFCE

DCE UNILAB

Frente de Juventude Kizomba

Centro Acadêmico Batista Neto – Ciências Sociais -UFC

DCE José Silton Pinheiro – UFRN

União Estadual dos Estudantes- Rio de Janeiro

Centro Acadêmico de Letras- Unilab Ceará

UPES- PR

Centro Acadêmico de Gestão de Turismo ( DE TODAS AS VOZES)

Centro Acadêmico de Letras Pedro Rodrigues Salgueiro- IFCE Campus Umirim

DCE UFRN 

DCE José Silton Pinheiro

Centro Acadêmico de Historia da UFRN

Marcha Mundial das Mulheres

Centro Acadêmico de Gestão de Turismo ( DE TODAS AS VOZES) IFCE Campus Canindé

União Estadual dos Estudantes do Rio de Janeiro – UEE/RJ

Centro Acadêmico de Letras Pedro Rodrigues Salgueiro – IFCE Campus Umirim

Grêmio Estudantil Chico Mendes – IFCE Campus Umirim

Centro Acadêmico de Design – CADe UFRN

Centro Acadêmico Rompendo Fronteiras – Turismo (UFRN/CERES CN)

Grêmio Estudantil Djalma Maranhão – IFRN Central 

UMES Natal

Diretório Acadêmico de Agronomia Professor Rodrigo Aleixo-Unilab Ceará

Centro Acadêmico de Engenharia Energias-Unilab Ceará

Centro Acadêmico de Ciência e Tecnologia – UFERSA Mossoró

Conselho Estadual dos Estudantes do Instituto Federal do Paraná – CEEIFPR

União Paranaense dos Estudantes Secundaristas – UPES

Centro acadêmico de Ciência e Tecnologia – UFERSA MOSSORÓ

Centro Acadêmico do Bacharelado Interdisciplinar em Humanidades – UNILAB CEARÁ

Centro Acadêmico de Gestão Publica Para o Desenvolvimento Econômico e Social – CAGESP/UFRJ

Centro Acadêmico de Matemática Luiza Pontello-IFCE

Centro Acadêmico Sabino Gentile (Turismo – UFRN)

Movimento Emfrente

Demais entidades apoiadoras e participantes. Demais entidades e instituições da sociedade, demais cidadãos e cidadãs indignadas com esse ato de censura.

(Nota publicada pelo Sindsifce e subscrita pelo SINASEFE, última atualização 20/08/19, às 18h21)