EventosNotícias

Confira os encaminhamentos da 163ª PLENA

O SINASEFE realizou, no último dia 13 de julho, sua 163ª PLENA. O fórum, que aconteceu pela primeira vez de maneira virtual, teve a participação de 33 seções sindicais e aprovou dezenas de encaminhamentos.

Encaminhamento aprovado por unanimidade
Greve imediata caso ocorra retorno presencial e semipresencial das aulas sem que a pandemia de COVID-19 esteja controlada: com a redução drástica do número de novos casos e óbitos diários ou sem que haja vacina comprovadamente eficaz contra a COVID-19, distribuída pelo SUS para todos.

Encaminhamento com maioria de votos
Construção da greve contra o trabalho e ensino remotos e pela suspensão nacional do calendário acadêmico.

Demais propostas aprovadas

  • 1) Construção de um GT sobre condições de retorno: nacional e autônomo, o que demanda a criação de um grupo de WhatsApp para organizar as atividades.
  • 2) Reunir depoimentos de docentes e estudantes que já estejam em ensino remoto para podermos fazer uma campanha contra essa implementação em IFs que não estão nessa modalidade ainda. Visando lançar uma cartilha para mostrar que esse ensino remoto/a distância não é uma alternativa viável.
  • 3)  Que o SINASEFE realize campanha de comunicação (cards, postagens, vídeos) e impulsione esse material contra o retorno presencial em meio a pandemia, contra a substituição da educação presencial pelo ensino remoto.
  • 4) O SINASEFE deve orientar as seções de base em realizar campanhas de solidariedade aos seus alunos e alunas buscando garantir cestas básicas para aqueles que estão precisando.
  • 5) Encaminhar para as bases fazer outdoor de Bolsonaro como Morte! E com #ForaBolsonaro. (Baixe aqui o modelo de outdoor criado pela seção sindical Sergipe)
  • 6) Sobre as Instituições vinculadas ao Ministério da Defesa:
    • a) Retorno às aulas – há uma pressão muito grande para retornar agora em agosto. Algumas instituições, Marinha e Aeronáutica ainda tem aulas presenciais.
    • b) Diante disso, que a DN marque reunião para a próxima semana com essas instituições para ouvir as deliberações desses servidores e incorporar ao plano de luta do SINASEFE nesse momento pandêmico.
  • 7) Que a DN agende reunião com os servidores das escolas assistenciais.
  • 8)  Que o tema greve seja debatido nas lives e nas demais atividades do sindicato, reuniões de pasta, reuniões/encontros regionais.
  • 9) Que o SINASEFE se una com entidades estudantis e de Educação pela suspensão do calendário acadêmico, contra ensino remoto.
  • 10) Pela impossibilidade de retomar as atividades acadêmicas presenciais enquanto não houver condições seguras para estudantes e trabalhadores, isto é, até termos condições sanitárias garantidas e contenção da pandemia do COVID-19.
  • 11) Não adotar qualquer modalidade de ensino remoto em substituição ao ensino presencial.
  • 12) Adotar, durante o período emergencial que perdurar a pandemia, atividades pedagógicas não presenciais como meio de oferta de cursos online e interação virtual com os estudantes, para manter vínculos institucionais e compromisso com a função social de nossa instituição de ensino.
  • 13) Impulsionar uma Frente Nacional contra o Ensino Remoto em Defesa da Educação, com demais redes e entidades sindicais e estudantis, transformando nossas insatisfações em força social organizada.
  • 14) EAD não é a solução! Campanha de conscientização contra a EAD!
  • 15) Não somos contra interromper a relação dos estudantes com a escola; nesse momento de pandemia somos a favor de atividades sem conteúdo curricular obrigatório, currículos e avaliações. Contra o ensino remoto e híbrido que estão tentando nos impor.
  • 16) O SINASEFE defende o adiamento do ENEM para maio, no mínimo, conforme a vontade dos estudantes inscritos no exame, considerando a imensa desigualdade agravada pelo ensino remoto neste ano.
  • 17) Denunciar o assédio moral e ameaças que os servidores das escolas militares estão sofrendo nos trabalhos remotos, que   constantemente recebem mensagens por WhatsApp, cobranças  de   trabalhos, avaliações, postagem de material didático.
  • 18) Repudiar o trabalho  presencial  que  algumas instituições militares  (Marinha e Aeronáutica) estão mantendo e situações de aulas remotas sendo gravadas sem autorização do docente, monitorando assim os trabalhadores da Educação.

Baixe aqui todos encaminhamentos em PDF

Conteúdo relacionado

instagram default popup image round
Follow Me
502k 100k 3 month ago
Share