#LuziaNaReitoria: comunidade exige posse da reitora eleita do IFBA

Compartilhar

A comunidade do IFBA se mobilizou novamente nesta segunda-feira (04/11) para exigir democracia no instituto. Centenas de pessoas participaram de manifestações em Salvador, Barreiras e Juazeiro reivindicando a posse de Luzia Mota, reitora eleita em dezembro de 2018, e de diretoras e diretores de campi também eleitas(os). O SINASEFE aprovou, durante a 161ª PLENA, uma campanha ampla pela posse imediata de Luzia.

O “4N IFBA” foi construído pelo Sinasefe-IFBA, com o apoio da Associação dos Professores Universitários da Bahia (Apub), do movimento estudantil e a teve a participação de parlamentares e organizações políticas combativas. A mobilização reafirma a insatisfação da comunidade, que não aceita a imposição autoritária e ilegítima de um reitor que já foi testado e reprovado, famoso por ser o pior reitor dos IFs em todo o país, que ficou em último lugar nas eleições da instituição.

Em Salvador, a manifestação teve início por volta das 9h30, na Reitoria do IFBA. As servidoras(es) e estudantes da região e dos campi de Simões Filho, Porto Seguro, Camaçari, Eunápolis, Ilhéus e Vitória da Conquista foram recebidas(os) pelo IFBA com portões fechados na Reitoria, em meio a uma forte chuva. Na véspera do ato, com o intuito de boicotar mais uma vez a justa e legal manifestação da comunidade em busca de democracia, o ilegítimo reitor pro tempore informou que em virtude de uma dedetização as atividades na Reitoria estariam suspensas na data correspondente ao ato.

Em Juazeiro e Barreiras foram organizadas manifestações dentro do campus, as(os) servidoras(es) e estudantes de Juazeiro realizaram dentro do próprio campus um bonito ato com faixas e cartazes pedindo que a reitora assuma a gestão, em Barreiras as mobilizações seguiram a mesma linha com rodas conversa nos três turnos da segunda-feira.

“O 4N representa também um IFBA que sabe do seu papel fundamental na Bahia e no Brasil em um momento em que nosso povo precisa ter voz para enfrentar o fascismo, racismo, machismo e todas as formas de opressão”, destaca o Sinasefe IFBA na cobertura da atividade. Leia a matéria completa aqui.

O SINASEFE, e o Sinasefe-IFBA, seguirão em luta defendendo sem cessar a democracia interna das Instituições Federais de Ensino (IFEs) e denunciando o intervencionismo de Bolsonaro na Educação do Brasil.

Histórico

Luzia Mota foi eleita em 13 de dezembro de 2018 e no dia 21 de dezembro de 2018, o Conselho Superior (Consup) homologou o resultado das eleições do IFBA para Reitoria, Direção Geral dos Campi e Consup. Decidiu ainda constituir uma comissão especial para acompanhar, junto à Comissão Eleitoral Central (CEC), a conclusão do processo e seu envio ao MEC/Setec. A essa comissão também foi atribuída a responsabilidade de acompanhar o processo junto ao MEC. Os documentos relativos à eleição foram organizados e enviados ao ministério e chegaram ao Gabinete do Ministro da Educação, em 10 de janeiro. O número do processo, no SEI, é 23278.018137/2018-01, em que estão os documentos e o ofício 01/2019 do gabinete da Reitoria.

Conteúdo relacionado

* Com informações do Sinasefe-IFBA.