Campanha de Vacinação para Educadores e EstudantesNotícias

Augusto Nunes envergonha o jornalismo

“Não há vacina para a exaustão causada pelo excesso de descanso, mas a suspensão do pagamento cura qualquer epidemia de vadiagem” – foi desta forma preconceituosa, irresponsável e agressiva que Augusto Nunes (diretor de redação do portal R7) resolveu se referir a uma greve de professores em São Paulo contra o retorno às aulas presenciais.

Preconceituosa por tratar um direito legítimo e legal dos trabalhadores, que é o direito de greve, como se este fosse uma doença (epidemia de vadiagem).

Irresponsável porque os professores estão trabalhando ininterruptamente desde o início da pandemia, de forma remota, utilizando a estrutura de seus lares (computador, internet, energia elétrica etc) e extrapolando suas jornadas de trabalho para não deixar os estudantes sem acesso à Educação de Qualidade.

E agressiva por atacar com mentiras uma categoria de trabalhadores que afirma querer continuar trabalhando, porém de forma remota, ainda que isso implique numa carga horária maior; e tudo isso porque estes trabalhadores não são irresponsáveis e não querem disseminar ainda mais um vírus que está fora de controle no país e já levou mais de 400 mil vidas.

Augusto Nunes, pare de fazer fake news contra os trabalhadores. Se não pode ajudar nesta pandemia, pelo menos não atrapalhe!

Aula presencial só com vacina para todos!