Mobilização garante nomeação da reitora Luzia Mota

Compartilhar

A mobilização da categoria – em especial da base do Sinasefe IFBA – conquistou uma importante vitória neste dia 24 de dezembro, garantindo a nomeação da reitora Luzia Mota e a manutenção da democracia no Instituto Federal da Bahia.

Em decreto publicado hoje (24/12), no Diário Oficial da União, a professora Luzia Mota foi nomeada para o cargo de reitora do IFBA, em mandato que terá duração de quatro anos.

Esta nomeação aconteceu mais de um ano após Luzia ser eleita pela comunidade acadêmica e somente depois de uma ampla mobilização de servidores e estudantes.

Contexto da nomeação

A nomeação de Luzia precisou de muita luta para ser garantida. SINASEFE NACIONAL e Sinasefe Ifba fizeram diversas mobilizações cobrando a posse da reitora eleita (relembre nos links do final dessa matéria).

As ações pela posse de Luzia se intensificaram neste mês. No dia 6 de dezembro, o SINASEFE se reuniu com o Assessor Especial do Ministério da Educação (MEC), coronel Paulo Roberto Costa e Silva, e cobrou a nomeação imediata de Luzia na reitoria do IFBA.

No dia 13 de dezembro, Luzia acionou o Supremo Tribunal Federal (STF), alegando em denúncia a “condução omissiva” do Presidente da República. O ministro Edson Fachin havia dado dez dias para Bolsonaro justificar-se.

Por último, no dia 16 de dezembro a Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC), que integra o Ministério Público Federal (MPF), pediu uma explicação pela não nomeação de Luzia ao ministro da Educação, Abraham Weintraub. A PFDC/MPF foi provocada pelo SINASEFE sobre essa situação em agosto e setembro.

Palavra do sindicato

Para Matheus Santana, dirigente do Sinasefe IFBA, a nomeação de Luzia “acaba uma era de autoritarismo, revanchismo, perseguição e adoecimento no IFBA”. Ele frisou as dificuldades que a nova reitora terá de início, já que receberá a gestão “em frangalhos” e sem nenhuma transição junto à gestão anterior, mas demonstrou otimismo: “desejamos uma gestão próspera, democrática, participativa, humanizadora, próxima das pessoas, que escute a comunidade e que não caia no erro da soberba; que possa ter como meta construir um IFBA grande, forte, cada vez mais democrático, inclusivo e participativo para a sociedade baiana.”

David Lobão, coordenador geral do SINASEFE, saudou os servidores do IFBA pela vitória conquistada com a posse de Luzia, frisando que a luta da categoria foi capaz de preservar as liberdades democráticas no Instituto, fazendo desmoronar a intenção do governo em nomear um interventor no IFBA. “O SINASEFE sempre exigiu ao MEC a posse imediata de Luzia e isso está se concretizando. Essa vitória é fundamentalmente de vocês da base do IFBA, que tiveram participação efetiva no processo eleitoral e exigiram a posse da candidata vitoriosa. Nós, do Sindicato Nacional, só fizemos o nosso papel de apoiar e estar ao lado de vocês nessa luta. É muito bom saber que uma lutadora, uma mulher, uma negra vai assumir a reitoria do IFBA. Desejamos sucesso à Luzia e que o IFBA siga realizando os sonhos da juventude baiana.”

Palavra da reitora

Após a publicação da sua nomeação no DOU, a reitora Luzia Mota falou com a Ascom do SINASEFE. A fala dela foi a seguinte:

Quero registrar a alegria e a esperança de que nós teremos dias melhores na comunidade do IFBA e também em toda a base sindical. Essa vitória que nós obtivemos é uma vitória que eu reputo à toda base sindical e às lutas que nós empreendemos ao longo dos anos pela democracia e por gestões democráticas em nossas instituições.

A nossa vitória é uma vitória que repercute em toda Rede Federal de Educação e que deixa pra nós um legado de resistência e de luta nas condições políticas e conjunturais mais adversas dos últimos tempos.

Eu quero deixar registrado que esse ano de luta intensa não foi à toa: foi uma preparação, um ano de aprendizado que nos remete aos desafios que teremos nos próximos quatro anos.

Neste momento em que nós estamos sendo atacados por cumprirmos com a nossa função social, que é oferecer Educação Pública de Qualidade à juventude trabalhadora do país, garantir, com a nossa luta, a manutenção de gestões democráticas em toda a Rede Federal de Educação é algo que nos devemos comemorar com entusiasmo.

A tarefa que se apresenta pra mim e para o IFBA é muito difícil. A instituição está com seus processos paralisados, há uma apatia generalizada, nós não tivemos condições de realizar uma transição como nós gostaríamos. Há uma descrença geral em relação ao futuro no IFBA, mas, com o nosso trabalho, com a nossa organização e com os princípios que nós defendemos, saberemos superar essas dificuldades e construiremos um tempo melhor para o IFBA.

Construiremos um tempo de trabalho intenso, de humanização e de integração com a sociedade. Essas são as metas que estão no projeto que foi vitorioso nas urnas no dia 13 de dezembro de 2018 e é com esse projeto que nós vamos construir dias melhores para nossa instituição.

Gostaria de registrar um agradecimento especial ao SINASEFE NACIONAL e ao Sinasefe IFBA. O apoio dessas duas instituições do movimento sindical foi fundamental para que nós conseguíssemos chegar à nomeação. Reputo essa vitória às lutas empreendidas pela comunidade do IFBA, pelo movimento social, pelo movimento sindical e pela sociedade civil. Todos nós que lutamos pela democracia e por uma sociedade mais justa temos que comemorar hoje!

Repercussão da nomeação na mídia

Conteúdo relacionado