Novas alíquotas previdenciárias começam a valer em março: calcule os impactos!

Compartilhar

Começam a valer no mês de março de 2020 as novas alíquotas de contribuição previdenciária para trabalhadoras e trabalhadores brasileiros. As mudanças se aplicam tanto ao Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) – que abrange servidores públicos – quanto ao Regime Geral de Previdência Social (RGPS) – que reúne contribuintes da iniciativa privada e de municípios sem regime previdenciário próprio. As alíquotas, aprovadas no âmbito da Reforma Previdenciária (publicada em 13/11/19 via emenda constitucional nº 103), passarão a ser progressivas, ou seja, quem ganha mais pagará mais.

Para servidores públicos federais no RPPS da União
Até um salário mínimo: 7,5%
Entre um salário mínimo e R$ 2 mil: 9%
Entre R$ 2 mil e R$ 3 mil: 12%
Entre R$ 3 mil e o teto do RGPS: 14%
Entre o teto do RGPS e R$ 10 mil: 14,5%
Entre R$ 10 mil e R$ 20 mil: 16,5%
Entre R$ 20 mil e o teto constitucional: 19%
Acima do teto constitucional: 22%

Para o RGPS
Até um salário mínimo: 7,5%
Entre um salário mínimo e R$ 2 mil: 9%
Entre R$ 2 mil e R$ 3 mil: 12%
Entre R$ 3 mil e o teto do RGPS (R$ 5.839,35): 14%

Faça seus cálculos

Para descobrir os impactos das novas contribuições em seu orçamento, apresentamos duas opções de cálculo:

  • Via internet (pelo site da Previdência/Serviços): acesse o site: https://www.servicos.gov.br/calculadora/ e digite suas informações nas telas que serão apresentadas progressivamente. Ao final da consulta dois quadros mostrarão os valores de alíquotas no antigo e no novo formato previdenciário.
Segunda tela da calculadora permite informar ingresso antes ou após 2013
Exemplo de cálculo com salário de R$8 mil
  • Via tabelas editáveis: baixe a seguir as tabelas editáveis (divulgadas pela Condsef/Dieese), insira sua remuneração no campo destacado em amarelo e confira os valores resultantes do cálculo.

Tabela de cálculo para SPF da ativa (ingresso após 2013)
Tabela de cálculo para SPF da ativa (ingresso até 2013)
Tabela de cálculo para SPF aposentado(a)

Exemplo de tabela para cálculo

SPF em luta!

No dia 18 de março o funcionalismo público federal vai parar em todo país durante a Greve Geral em Defesa dos Direitos e dos Serviços Públicos. O movimento paredista foi convocado pelo Fonasefe, que também fez uma Carta Aberta às centrais sindicais chamando elas a se unificarem à greve do serviço público com uma Greve Geral de toda a classe trabalhadora na mesma data.

Pauta

A pauta da Greve Geral de 18/03 será a luta contra os ataques do governo Bolsonaro ao funcionalismo público, tendo como destaques os seguintes itens:

  1. defesa dos serviços e dos servidores públicos;
  2. defesa das carreiras e dos direitos do funcionalismo público;
  3. contra a redução da jornada de trabalho com redução salarial;
  4. contra a Reforma Administrativa, que precarizará a atividade profissional e a vida dos servidores públicos;
  5. denúncia dos impactos da Reforma da Previdência para a classe trabalhadora.

*Com informações da Condsef e Previdência.

Conteúdo relacionado

Servidores Públicos farão Greve Geral em 18 de março (23/012020)
Reforma da Previdência: índice de publicações (08/11/2019)