Campanha Salarial 2023PLOA 2023Reposição Salarial Já!Notícias

Governo formaliza 2ª proposta: 9% a partir de 1º de maio e 43,6% no auxílio alimentação

As entidades classistas do Fonasefe e Fonacate receberam nesta terça-feira (14/03) a segunda proposta oficial do Governo Federal para o reajuste emergencial do serviço público.

A proposta, detalhada no Ofício SEI nº 12917/2023/MGI, prevê o seguinte:

Salários e auxílio alimentação

O Governo ofereceu o percentual de 9% a partir de 1º de maio deste ano.

Sobre o auxílio alimentação, foi mantida a proposta de 43,6% (variação do IPCA de 02/2016 a 02/2023), passando dos atuais R$ 458,00 para R$ 658,00.

Itens não remuneratórios

Em relação às questões que não envolvem salários e auxílios, o Governo Federal manteve o que foi apresentado em 16/02, no Ofício SEI nº 4410/2023/MGI. Que são:

Documento na íntegra

Baixe aqui o Ofício SEI Nº 12917/2023/MGI visível acima (formato PDF).

Próximos passos da negociação

A 179ª Plenária Nacional do SINASEFE, que tratou exclusivamente da Mesa Nacional de Negociação e da Campanha Salarial 2023, aprovou que o sindicato deve lutar pelo maior índice de reajuste emergencial possível, em consenso com as entidades do Fonasefe.

Diante desse encaminhamento, a Direção Nacional do sindicato vai deliberar sobre a proposta de 9% e encaminhar essa posição à Plenária Virtual do Fonasefe, que ainda será agendada.

E, por fim, provavelmente na semana que vem, Fonasefe e Fonacate encaminharão suas posições na 4ª rodada de reunião da Mesa Nacional de Negociação Permanente.

Tramitação no Congresso

O Governo Federal informou, também, que em havendo aceitação da proposta de reajuste pelas entidades sindicais, será necessária a aprovação de um Projeto de Lei do Congresso Nacional (PLN), que será enviado pelo Poder Executivo, com o objetivo de alterar a LOA 2023 exclusivamente quanto à despesa financeira da União (Anexo V, item 5.1).

Mesa Nacional de Negociação Permanente