Paulo Guedes: inaceitável é seu governo de mentiras

Compartilhar

Além de enfrentar uma pandemia devastadora, índices de adoecimento funcional crescentes e ataques aos seus direitos constitucionais, servidores públicos precisam encarar um governo que os agride diariamente. A “nova-velha” agressão mentirosa partiu do ministro Paulo Guedes, na última sexta-feira (15/05). Defendendo Bolsonaro e enaltecendo as migalhas de verbas destinadas a “salvar” os trabalhadores, o ministro comparou servidores e empregados públicos à saqueadores e mercenários.
No vídeo abaixo, em 44 minutos, Guedes começa seus os ataques citando sindicatos e reforçando a desinformação de que os servidores públicos estariam “buscando medalhas antes da guerra acabar”.
Diferente do que Guedes dá a entender, a reivindicação dos servidores públicos não é por recebimento de horas extra, direito este que sempre tem o pagamento atrasado ou mesmo negligenciado há anos. Servidores e servidoras públicas buscam, inclusive por meio de suas entidades representativas, a defesa de seus direitos: assegurar que seus salários não sejam congelados como prevê a medida do governo (PLP 39/20).

Diante desta torpe agressão do ministro, o SINASEFE reforça seu posicionamento permanente em defesa dos serviços e dos servidores públicos. “Inaceitável é ter que defender o óbvio, dia após dia, desmentindo e lutando contra um governo pautado na desinformação, no negacionismo e no fundamentalismo. A população brasileira, mais do que nunca, clama por serviços públicos de qualidade, o que inclui o respeito à dignidade e aos direitos dos trabalhadores deste segmento” destaca a secretária de comunicação do SINASEFE, Lucrécia Helena.

Conteúdo relacionado

Leia também